set 19

rio.euamo.eucuido

                Todos nós sempre nos preocupamos com o andamento das coisas em nossa cidade, certo? Asfalto, recolhimento de lixo, sinalizações… Estamos sempre alertas e queremos sempre tudo certinho. Sim, claro que podemos e devemos cobrar sempre as melhores ações das autoridades politicas para melhorar a nossa qualidade de vida no local que vivemos. Mas e o que NÓS podemos fazer para colaborar?

                O Projeto “Rio, eu amo eu cuido” é um exemplo de como cidadãos podem se unir em prol de fazer bem pela sua cidade: o movimento reúne voluntários apaixonados pela cidade do Rio de Janeiro que visa conscientizar moradores e visitantes da cidade a importância de pequenos atos em prol da boa convivência e conservação do local.

                Pequenos gestos como: recolher os lixos ao sair da praia, parar nos sinais vermelhos, não fechar cruzamentos e sempre retirar a “sujeirinha” deixada pelo seu cãozinho são algumas das atitudes incentivadas.

                Para conhecermos um pouco mais sobre as ações desenvolvidas pelo movimento “Rio, eu amo eu cuido”, a Papel Semente entrevistou Pedro Salomão – carioca, 33 anos, administrador de empresas e morador do bairro de Copacabana. Além de reformar canteiros voluntariamente do bairro onde mora, também adotou uma praça para ampliar a sua utilização. Vamos lá:

pedro.salomao.

 

1.       Na coluna “Carioca nota dez” da Revista Veja, você afirmou seu amor e sua admiração por Copacabana. Quais ações você tem realizado e quais tem a vontade de realizar para continuar as ações de melhorias do bairro?

Na verdade, esse amor é pelo Rio! Diariamente acordo e agradeço a Deus por viver aqui. O Rio é a melhor cidade do mundo. Copacabana é o quintal da minha casa e cuidar do local por onde passamos diariamente é mais fácil, mais rápido e mais lógico. Mas procuro fazer algo legal por todos lugares q passo. Por aqui, fiz os canteiros da rua em frente ao meu prédio c azulejos antigos e agora adotei a praça Sarah Kubtscheck. Quero mudar a relação praça/cidadão! Tudo bem q nossa vocação é a praia, a minha também 🙂 mas podemos dar uso às praças no auxilio da busca do bem estar! Porque não estimular o soninho na praça? Porque não escutarmos musica na praça? Porque não levar sua própria rede e prende-la por lá! Wi-fi, bicicletário pra bike elétrica, muro pra escrever… Tudo isso faz da praça um lugar de bem estar! Fiquei muito feliz quando recebi a ligação do Subprefeito da Zona Sul me dizendo q daria total apoio! Sempre rejeitei o papel de apontador de problemas sabe? Sempre achei q tinha gente demais fazendo isso e poucos dispostos a ajudar o poder público a cuidar da cidade! E tem mais por ai. Estou criando um manual de como porteiros e condôminos possam e devam se comportar!
 

2.       Quando surgiu essa vontade de fazer o bem  pelo local que mora? Qual foi sua inspiração para começar?

Olha, desde pequeno sempre fui um conciliador! Um cara preocupado c problemas do amigo, da professora e dos menos favorecidos! Meu pai era assim! Alias, ele foi uma grande inspiração. Lembro de uma vez ver mei pai tirar seu casaco e dar pra uma pessoa na rua! Hoje, meus amigos de Rio Eu Amo Eu Cuido, movimento que busca transformar. O comportamento do cidadão, são meus maiores espelhos! Pessoas incríveis que fazem o bem!
 

3.       Retirar lixo jogado nas ruas indevidamente também é uma ação que já incorporou a sua rotina. Acredita que pequenos gestos como estes podem ajudar a melhorar qualquer ambiente?

Até pouco tempo me irritava de verdade c isso. Tinha vontade de avançar em quem o fizesse mas percebi que a melhor forma de conscientizar é trocar esse gesto porcalhão por outro de amor! É muito interessante ver como a pessoa se toca quando pego o lixo que ela jogou é abro um sorriso dizendo algo do tipo: "não se preocupe, jogo pra você no lixo! Um ótimo dia e tenho certeza q você não fará novamente!"… Acho q o amor e o carinho entre as pessoas é um bem necessário pra melhorarmos casa vez mais e no Rio sonos quentes! Beijamos, abraçamos, tocamos! Temos q educar dessa forma!

 

4.       Você tem vontade de realizar um “mutirão” para que mais pessoas possam colaborar com as ações de melhorias em Copacabana?

Fazemos isso com o Rio Eu Amo Eu Cuido! No meu caso, acho incrível o líder que lidera c exemplo e não com regras e ordens! Tem uma frase q uso nas minhas palestras que diz: "O líder junta pessoas, o carismático as ilumina". Temos q jogar luz no mundo e no local onde vivemos!

5.       Ao Cuidar da cidade que vive, acredita que transmite esse amor pela cidade aos mais jovens?

Sem dúvida! Olha, os jovens desta nova geração são cheio de conhecimento, mas superficiais nas questões emocionais! Nas palestras q faço pergunto se tem amigos na sala e sempre alguns se dizem amigos de outros naquele recinto, daí pergunto se sabem o nome da mãe, profissão ou origem da família do colega! Ninguém sabe! Uma geração altamente conectada, mas técnica, digital, que não possui a habilidade de trocar sentimentos. Nós temos que mostrar o quanto é bom fazer o bem! Que isso é o verdadeiro sentido da vida!



  • POR Papel Semente
  • 19/09/13
  • Nenhum Comentário






Postar um comentário